Republicanos

Monday, December 11, 2006

A BANDEIRA


A 19 de Junho de 1911, depois de se implantar a República, a Bandeira Nacional substituiu a Bandeira da Monarquia Constitucional.




A Bandeira portuguesa ficou com o lado esquerdo verde-escuro e o direito vermelho.
Os significados são:

O vermelho significa coragem, alegria.
O verde significa esperança e em homenagem á batalha ganha devido á cor.

No centro o brasão de Portugal e a esfera armilar Manuelina.



O resto das cores:

O branco representa a paz.
As quinas, a azul representa a batalha ganha aos Mouros. Cada quina tem 5 Pontos que significam as 5 chagas de Cristo que ajudaram a vencer os Mouros
O escudo a defesa do reino.
Os 7 castelos significam os Castelos tomados por D. Afonso Henriques aos Mouros.
A esfera armilar significa os descobrimentos Marítimos.

2 Comments:

  • OS LADRÔES DA REPÙBLICA

    Acaba de ser afirmado na RTP - Versão Nacional, que os custos comparados actuais entre Portugal e Espanha, a respeito do que custa a Monarquia e a Presidência da República, são os seguintes:

    Portugal (PR): € 1,34 por ano por contribuinte

    Espanha (Monarquia): € 0,19 por ano por contribuinte

    No Reino Unido, o custo, que inclui todo o espectacular aparato, cerimonial e demais pompa e circunstância, de todos bem conhecidos, o custo é de apenas £ 0,56 pence (= € 0.81 cêntimos), por ano e por contribuinte.

    Todas as outras monarquias europeias custam menos do que a Presidência da República!

    E diziam os paspalhões republicanos dos ultimos anos da monarquia, a propósito dos adiantamentos à Casa Real que por muito menos que os exageros com os custos, se tinha decapitado o Rei de França, esquecendo-se que o orçamento da Casa Real Portuguesa não tinha sofrido qualquer actualização desde o reinado de Dom João VI.

    E teve a escumalha demagógica republicana do fim do século XIX a grande lata de dizer ao Povo que os custos da Monarquia equivaliam a dois pães de pataco para 400.000 famílias, que ninguém recebeu, porque como é sabido, a república estoirou com o orçamento do Estado e ficou na mais completa penúria e na bancarrota. Portanto o Povo afinal não teve 800.000 pães de pataco... TEVE FOME!... E depois TEVE GUERRA por cima da Fome! E depois teve DITADURA durante 48 anos! E com ela novamente GUERRA COLONIAL!

    Grande lata de facto! E depois sou eu o acusado de ser "demasiado bruto" na avaliação que faço destas questões... Pois! Mas a verdade é que, no meu pleno bom senso, entre a baratice de uma gaja de barrete frígio e topless e um Estado representado por símbolos mais condignos e mais antigos, prefiro este último um milhão de vezes, em especial se for mais barato, num país que quase ao fim 100 anos de republica, de pobreza e de miséria, de desemprego e de desespero para os jovens, ainda tem o DESPLANTE de cobrar imposto sobre as reformas dos pensionistas, uma novidade que hoje me chegou aos ouvidos, quando é sabido que juízes, funcionários do Estado e outros gatos bem gordos recebem reformas mensais muitas vezes acima dos € 3000 Euros, quando o ordenado mínimo nacional continua a ser € 300 Euros.

    Será que sou só eu? Ou de facto há mais quem pense que os tais pãezinhos de pataco saíram bem caros ao Povo Português?

    Pois é! Se por 800.000 pães de pataco se enviou a Monarquia para o exílio, bem gostaria de saber o que mereceria a República, tendo em conta o enorme desnível entre pobres e ricos. É certo que reis não governam e regimes não curam maleitas, mas talvez tivesse sido melhor termos dado continuidade à experiência democrática da Monarquia do Séc. XIX, dando-lhe a oportunidade de, estando ao tempo a meio da tabela do desenvolvimento europeu, seguir o caminho das outras monarquias europeias, todas elas entre 5 e 15 vezes mais ricas que Portugal.

    Só digo que é pena que os Portugueses não vejam o que está mesmo debaixo do nariz deles.

    Saudações

    By Blogger Rui Vilela, at 10:33 AM  

  • caro Rui Vilela, falou e falou bem.
    A república, governada pela maçonaria, que temos, explora o povo, e enquanto eles têm meios e reformas poderosas o povo e a classe média estão cada vez pior.
    Pátria e Rei.
    Abaixo a república, queremos novamente Monarquia para Portugal.

    By Blogger A.P.C.B., at 3:52 PM  

Post a Comment

<< Home